Você sabia que as tesouras são ferramentas primordiais para o sucesso da cirurgia?

 

De forma geral, os instrumentos cirúrgicos são ferramentas projetadas para auxiliar os profissionais de saúde a realizarem ações específicas durante uma operação.

Dando continuidade a nossa série de matérias explicativas, hoje vamos falar sobre as tesouras, ferramentas que, aparentemente, são comuns aos nossos olhos, mas que são responsáveis pelo êxito do procedimento cirúrgico.

A seguir, separamos os três principais tipos. Confira:

Tesoura Mayo

 

Utilizada em procedimentos que envolvem corte de tecidos, a tesoura Mayo possui diversos tipos de tamanhos como 22cm, 19 cm e 17cm, podendo ter uma lâmina reta – usada para cortar tecidos próximos à ferida – ou lâmina curva, utilizada em procedimentos que exigem um corte mais profundo.

 

Tesoura Stevens


Com um design bem específico, a tesoura Stevens é usada em cirurgias mais delicadas e complexas. É considerada pequena em relação às outras tesouras cirúrgicas.

Por ter lâminas estreitas, deve ser manuseada com cautela.

 

Tesoura Íris


Como o nome próprio sugere, é utilizada em procedimentos oftalmológicos por ser pequena e delicada.


 

E aí, gostou do nosso conteúdo? Então, fique atento às próximas publicações ou, se preferir, visite nosso site e conheça esses e mais outros instrumentos cirúrgicos!