Conheça os principais instrumentos cirúrgicos

 

Projetados para o uso em procedimentos cirúrgicos, os instrumentos cirúrgicos podem ser agrupados da seguinte forma:

Instrumentos cirúrgicos de diérese:

Esse grupo é utilizado nas cirurgias gerais, sendo constituído pelos:

- Bisturis.

- Tesouras.

- Serras.

- Agulhas.

- Trépano.

- Ruginas.

- Entre outros.

 

Estes instrumentos levam o nome de “diérese”, pois possibilitam o acesso à região a ser operada, através da divisão do tecido.

 


Instrumentos cirúrgicos de hemostasia:
Esse grupo é constituído por todos os instrumentos destinados ao pinçamento de vasos sangrantes.

As pinças hemostáticas são usadas em situações que exigem instrumentos mais longos. Já as atraumáticas, são usadas para hemostasia temporária.

A hemostasia nada mais é do que evitar que haja hemorragia durante o procedimento cirúrgico.

As pinças Kelly, Halstead, Rochester, por exemplo, são as mais utilizadas pelo cirurgião, pois possuem um manuseio mais fácil.

 

Instrumentos cirúrgicos para preensão:

Esse grupo segura e suspende órgãos no momento do procedimento. As pinças elásticas e as pinças com anéis e cremalheira são as mais utilizadas.


 

Instrumentos cirúrgicos para separação:
Formado por afastadores, esse grupo é destinado à exposição, permitindo a melhor visualização da região operada.


 

Instrumentos cirúrgicos para a síntese:
Basicamente, esse grupo é representado pelas:

 

- Agulhas de sutura.

- Porta-agulhas.

- Fios cirúrgicos.

- Grampos.

- Fitas adesivas de pele.

 

A AD Instrumentos Cirúrgicos possui inúmeros modelos de instrumentos cirúrgicos, todos fabricados com aço inoxidável durável.

 

Gostou do nosso conteúdo? Veja mais: